A grandeza da humildade

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Areopago-Irineu-humildade
Você pode também escutar esta crônica na voz de “Gilberto Macedo”

Ante tantos óbitos pela Covid 19: a gripe espanhola vitimou 35.000 brasileiros em 1918 (população em torno de 29 milhões) e os mortos pela bomba atômica em Hiroshima, Japão, foram 150.000, durante a segunda guerra mundial. Não é possível fazer pouco caso de quase 179.000 vítimas fatais da Covid 19 no Brasil, com aumento crescente a cada dia. Negacionismo é injustificável.

Contrariamente a tudo o que o texto abaixo, autoria desconhecida, afirma sobre humildade, a soberba toma conta do cenário e nos submete ao mais alto grau de falta de vergonha, irresponsabilidade e hipocrisia dos representantes políticos. Montam sobre a pandemia um palanque político que provoca revolta e indignação. No momento em que se vislumbra, com a vacina, a luz no fim do túnel, a disputa política mesquinha, a busca desenfreada do poder rouba a cena e aprofunda a escuridão. Mostra-nos a pobreza moral dos agentes políticos. O nome de Deus nos discursos pronunciado em vão. A postura estadista, ilustre ausente.

A leitura Eclesiástico 3,19-21 e 30-31 aconselha: “Nos teus assuntos, procede com humildade, e haverão de amar-te mais que ao homem generoso.” E na mesma passagem: “Torna-te pequeno nas grandezas humanas, e alcançarás o favor de Deus, e Ele revela os seus segredos aos humildes”.

No Evangelho (Lc 14, 1. 7-14) no banquete na casa do fariseu, o Senhor diz: “Quando fores convidado, vai tomar o último lugar, para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo vem mais para cima. Então serás honrado na presença de todos os convivas. Porque todo aquele que se exalta será humilhado; e aquele que se humilha será exaltado”.

A ambição, uma das formas de soberba, é causa frequente de mal-estar em quem se deixa levar por ela. “Por que ambicionas os primeiros lugares? Para estar por cima dos outros?”, pergunta-nos São João Crisóstomo.
Você já deve ter ouvido muitas vezes a palavra humildade, não é mesmo?
Essa palavra é muito usada, mas nem todas as pessoas conseguem entender o seu verdadeiro significado. O termo humildade vem de húmus, palavra de origem latina que quer dizer terra fértil, rica em nutrientes e preparada para receber a semente. Assim, uma pessoa humilde está sempre disposta a aprender e deixar brotar no solo fértil da sua alma, a boa semente.

A verdadeira humildade é firme, segura, sóbria, e jamais compartilha com a hipocrisia ou com a pieguice. A humildade é a mais nobre de todas as virtudes, pois somente ela predispõe o seu portador, à sabedoria real.

O contrário de humildade é orgulho, porque o orgulhoso nega tudo o que a humildade defende. O orgulhoso é soberbo, julga-se superior e esconde-se por trás da falsa humildade ou da tola vaidade.

A pessoa humilde respeita aqueles que lhe são superiores e trata de aprender algo com todos. A orgulhosa resiste àqueles que lhe são superiores e trata de pôr-lhes defeitos. O humilde sempre faz algo mais, além da sua obrigação. O orgulhoso não colabora, e sempre diz: “eu faço o meu trabalho”.

Uma pessoa humilde defende as ideias que julga nobres, sem se importar de quem elas venham. A pessoa orgulhosa defende sempre suas ideias, não porque acredite nelas, mas porque são suas. Enfim, como se pode perceber, o orgulho é grilhão que impede a evolução das criaturas, a humildade é chave que abre as portas da perfeição.

Você sabe por que o mar é tão grande? Tão imenso? Tão poderoso? É porque foi humilde o bastante para colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios. Sabendo receber, tornou-se grande. Se quisesse ser o primeiro, se quisesse ficar acima de todos os rios, não seria mar, seria uma ilha. E “certamente estaria isolado.”

Revisitando as lições da águia e da galinha…
Do pico mais alto da montanha, como águia, observo, com meus olhos frontais, a vastidão do horizonte sem fim. Tudo lá embaixo parece pequeno, tudo minúsculo, grãozinhos de areia coloridos.

Jamais enxergarei as galinhas ciscando o lixo lá embaixo em busca de alimento. Daqui de cima não as consigo ver mesmo tendo olhos de águia que enxergam de dia e de noite. Sei que existem e se conformam com sua natureza de pequenos voos e satisfação com restos de comida e quirelas. É da natureza delas, não da minha.

Ao homem, a excelência da obra da Criação, cabe fazer a opção: ser águia cujo ambiente é nas alturas ou ser galinha que com seus olhos laterais se sujeitam à domesticação e a viver no reduzido espaço do galinheiro.

Qual tem sido a postura ante as circunstâncias adversas que a vida apresenta: Corajosa, águia ou medrosa, galinha? Cada um busque a sua própria resposta, pense bastante e da reflexão, um novo plano de voo!

Simples assim a lição aprendida e ensinada, esperando aqui no alto, humildemente, a companhia de muitos!

Bem-vinda vacina que cura!
Brilhe, antes de tudo a Ciência do Criador!

Separamos outros artigos que talvez possa interessar

9 respostas em “A grandeza da humildade”

Lição. dada , transmitida e apreendida por aquele que tem o bom senso e discernimento neste mundo tão caótico em que hoje vivemos…
Enfim bem vinda a vacina que cura antes de tudo a ciência do criador.!
Que Deus ilumine e proteja à todos nós!
Obrigada! Um abraço com carinho.

Um texto pra pensar. Nem tudo cabe apontar governantes… Pois é, muitos de nós ainda carcarejamos em nosso chiqueiro… esquecemos que à humildade verdadeira se fala, grita, se levanta… Sr. Gilberto parabéns pela leitura e todos participantes do grupo meu carinho e feliz Natal.

Texto maravilhoso reflexivel e provocante na atual conjutura a qual o mundo vive.
Deus na sua infinita sabedoria se encarnou no meio de nos da forma mais simples por meio do seu filho unico,se fez bebe,criança mesmo sendo Deus se fez fragio totalmente dependente dos cuidados de uma Mulher mãe…Cresceu em estatuto graça e sabedoria.
E que sabedoria! Caminhou no meio dos pobres entre os pobre conheceu e conviveu com todo sistema politico,religioso da época e nos deu uma aula de etica,imparcialidade porque o seu foco era fazer a vontade do Pai,nos promover a vida e vida em abundancia.E quando nos deixou nos prometeu que não nos deixaria sós nos enviou a graça do Espirito santo de Deus,graça esta que nos da os 7 dons que segnifica a perfeição ou seja temos o dom da sabedoria,da ciencia ,etc para fazer como Jesus nos ensinou promover a vida e vida em abundancia.Mas o distanciamento de Deus acaba levando a humanidade a este comportamento egoista.O que estamos fazendo com o “Temor” ou seja a obdiencia a Deus diante dos dons que Ele nos enviou meu irmâo?
Nos sentimos “inertes” sem força diante deste conflito que me arrisco em dizer que estamos vivendo uma guerra fria.
A unica solução que encontro no momento rezar,rezar e rezar muito ,pois eu acredito e tenho esperança porque a humanidae foi e é a maior aposta de Deus.Ele criou o mundo e viu que era bom,Mas quando criou o homem e a mulher a sua imagem e semalhaça viu que era MUITO BOM.
Paz e bem a todos!

Belíssimo texto para reflexão e mais do que perfeita a analogia/simbolismo: “Você sabe por que o mar é tão grande? Tão imenso? Tão poderoso? É porque foi humilde o bastante para colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios. Sabendo receber, tornou-se grande. Se quisesse ser o primeiro, se quisesse ficar acima de todos os rios, não seria mar, seria uma ilha. E “certamente estaria isolado.” Os nossos políticos se esquecem de que a luta não deve ser entre eles, “Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.” (Efésios 6, 12). Enquanto milhões morrem em razão da pandemia, o inimigo ri das inúmeras teorias conspiratórias que surgem, a cada dia, além da vaidade e orgulho que, muitos de nós, pecadores, carregamos. Que Deus toque no coração daqueles que detêm o poder, momentâneo, de nos salvar e abra a mente e os olhos daqueles que não querem enxergar!

Como é difícil me colocar na sociedade diante de tantos desafios.
Como é difícil não julgar os hipócritas.
Dá-me Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas que eu não posso modificar. Coragem para modificar as que eu posso e, sabedoria para distinguir umas das outras. Amém!

Quanto mais conheço os discursos políticos, sobretudo quando usam o nome de Deus em vão, maior é minha tristeza 😞😞😞
Que venha a vacina que cura 🙏

Amigo Irineu
Texto maravilhoso!!!
Repito as palavras finais
“Simples assim a lição aprendida!”
“Bem-vinda vacina que cura!
Brilhe antes de tudo, a ciência do Criador!”
Grande abraço

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *